LUGARES DE LEITURA

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

A MESMA VISÃO



A MESMA VISÃO

Talvez se eu tivesse outra visão
Se eu olha-se de outro ângulo
Se eu pudesse ser mais sincero
Dizer palavras de verdade
Mas minha verdade nunca seria a sua
O que me faltava, você me trairia.
A minha loucura quase foi a solução
Talvez o que eu te faça, te faça infeliz.
Mas eu não quero doar meu sangue
Porque nessas paredes ocas existem vozes
Existem ecos que destroem minhas palavras
Nossos gemidos, nossos gritos de dor.


sábado, 17 de novembro de 2012

Carta pra Deus



Eu moro em uma cidade com lugares bonitos
Mas existe um lugar tão triste
Onde pessoas não querem te buscar

Tem crianças com armas nas mãos
Crianças morrendo de fome
Mas seu sei que isso não é sua culpa

Tem pessoas que não querem nem ouvir seu nome
Tem pessoas que creem, e outras que não.

Tem moradores de rua
Tem moradores de aluguel
Tem moradores de mansão

Tem gente humilde
Tem gente pobre
Tem gente com fome

Uns te buscam
Uns te ignoram

Mas sei que o senhor nos ama mesmo assim
Então eu te peço pra ajudar essa gente
Que já sofreu tanto

Tem gente que vai a igreja
Outros abandonam sua casa
Outros não sabem onde querem chegar








sábado, 27 de outubro de 2012

TEMPO




Eu preciso lutar contra o tempo
Fugir dessas barreiras sentimentais
Faz quanto tempo que a gente não se olha
Já não somos mais os mesmos
Nosso amor já não é mais real
Eu recrio o bem e o mal
Mas antes deito no quarto escuro e me pergunto porque
Agora as minhas mentiras se tornaram verdades
Suas razões me completam
Eu vejo o tempo passar
E não arrumamos tempo pra se abraçar
Mas quando eu escrevo meus versos 

SEXO


Sentado
Deitado
De lado
Na privada
Na cama
No sofá
No térreo
No chão
Até suar
Por obrigação
Por amor
Por paixão
Sem palavras
Com gemidos
Com dor
Sem dor
Pra casar
Sem casar
Pra namorar
Pra amaciar
Pra lembrar
Pra terminar
Pra usar
Pra pagar
Aos domingos
Nos feriados
Na madrugada
Ao amanhecer
Na chuva
Ao chorar para rir
Até o fim
Pra gozar



















PASSOS NO CORREDOR DA MORTE




Os passos vazios
Seu corpo deitado na cama nua.
E eu sozinho no quarto
Procuro não adormecer
No nosso universo, nossa cama é pequena.
Seus beijos são cheios de magia 

domingo, 21 de outubro de 2012

SOMOS DOIS TRISTES



( Sheila Ali Ghazzaoui – Waldeck Luiz )

Somos assim porque a vida nos escolheu
Com muita serenidade, para equilibrar
Precisamos desdramatizar  e resignar
Para tentar ser feliz
Ser diferente é ser normal

Para entender um choro, uma vida e um sonho
Os pensamentos mais belos
Ou até mesmo uma saudade que insisti em ficar no peito
Às vezes é melhor nem ter razão

sábado, 23 de junho de 2012


ALÉM



Os olhos veem

O que sempre, quer enxergar.

O coração enxerga, o que ver.

A alma sente

O que o coração sente

A boca fala

O que vem do coração

segunda-feira, 16 de abril de 2012

HIPOCRISIA ALÉM DE MIM ( WALDECK LUIZ )

Minha dor tem sido sua alegria
Meu tédio agora é noticia na sua boca
Meus desejos estão banalizados

Quero que você leve meu corpo
Hipocrisia na boca dos seus fieis

Meu silencio te irrita
Meu silêncio te implora perdão

Minha dor nega a marca que você me deixou
Agora meu futuro depende de mim mesmo
Deixe-me em paz!

Todas as pessoas que me rodeiam
Exigem o que eu não quero e não posso ser e não quero
Eu fico cansado disso tudo

E nesses dias que eu vivi coisas que eu não desejo nem pra meus amigos de trabalho
Estão desenvolvendo termos novos que nos levam a loucura
São padrões de conduta
São incertos e infernais

Sinto os tapas nas costas
E as risadas nos corredores
Enquanto eu mostro o melhor e o pior de mim

Mas eu vou rir de mim mesmo
E rir de você também
Todo mundo quer
Ninguém quer dar o melhor de si
E todos deitam no travesseiro e ainda conseguem dormir

Todos querem um amor de verdade
Todos querem respeitos de verdade

Eu sou contra
Contra eu mesmo
Sou...

As abelhas me fazem mal
Você me faz mal
Você é mau


Essas coisas que acontecem
Deixam-nos separados
Com ódio e ignominias

Algumas verdades devem ser ditas
Outras devem ser esquecidas
Outras omitidas
Outras devem ser
Devem ser
Ser suas verdades
Mas não as minhas

Não me culpe por querer ser assim



Não sou como você
E nem quero ser
Você é tão podre
Seu suor sai sujo como uma criança com diarreia

Divirto-me com meus medos
Você sofre com minhas verdades
E tudo isso é importante pra mim
Nada é o resto que você imagina
Será que você ainda não enxergou

Todos os desejos
Aumentam o rancor
Causando um câncer no peito
E essa dor espalha-se pelo corpo

Eu sei que meu corpo agora é gordo
Mas sua alma vive na lama
E sua mente é travada e torta

Chega de me julgar
Olhe sua testa marcada
Chega de me julgar
Pare de me tentar curar
Assim ninguém evolui.

Parem de tentar me curar pelo que eu não sofro
Pois eu sou ouço mentiras

O suicídio não seria a solução
O caos talvez tenha a ordem na justiça
Até mesmo pelas próprias mãos

E eu te pergunto
Por que
Pra que
Em que
Devemos acreditar

Eu não preciso provar nada pra ninguém
Eu consigo viver sem palavras pra lutar
Totalmente desarmado

terça-feira, 10 de abril de 2012

ALI E EU




PORQUE ESSES VERSOS ESTÃO PARADOS
OLHANDO EM SEU ROSTO
EU OLHO SEUS OLHOS
E FICO FIXO
NÃO SEI O PENSAR
PRINCESA MINHA

VOCÊ É MEU PARAISO
SEUS RECADOS
ESPERO TE SINTONIZAR EM ALGUM CANAL

EU OLHAREI
E TE BUSCAREI
EM SEUS OLHOS

SEUS MARES
ME LEVAM PRA ALÉM

EU OLHO VOCÊ
EU ESCOLHO PALAVRAS
QUE VEM DO CORAÇÃO

QUERO CHAMAR SUA ATENÇÃO
SUA PAZ
SUA VERDADE

VOCÊ ME ANESTESIOU
E EU ME RENDI
AOS SEUS OLHOS
QUERO DESEJAR SEUS LÁBIOS EM MEUS LÁBIOS
SUA PAZ EM MINHA VIDA

EU TE DESEJEI
COMO NUNCA ALGUÉM QUIS

EU FALEI COISAS
COISAS QUE NEM EU SABIA
COISAS QUE SEUS OLHOS ME FIZERAM CONFESSAR

E AGORA ESTOU AQUI
PENSANDO EM VOCÊ

domingo, 25 de março de 2012

NÃO VEJO NADA

AS VEZES MEU RELÓGIO ESTÁ FORA DE PONTO
OLHO OS JORNAIS E NÃO VEJO NADA SOBRE MIM
PROCURO NOS RECORTES DE REVISTAS ALGUMA COISA
E NÃO VEJO NADA

EU VOU ESCREVER MAS NINGUÉM VAI ENTENDER

ISSO É TÃO TRISTE

VOU BEBER ATÉ ESQUECER AS FESES EM MINHA VIDA
VOU ME ESCONDER EM OUTRAS COTAS
PRA NÃO OLHAR SUA SUJEIRA EM PALAVRAS

VOU CORTAR MEU CABELO
PRA NINGUÉM ME RECONHECER
VOU GRITAR
CORRER
VARRER
ESVAZIAR MEU EGO EM UMA GARRAFA DE CERVEJA

MEUS IRMÃOS QUE NÃO ESTÃO AQUI
VÃO ME NOTAR NA TELEVISÃO

NOS LIVROS QUE ESCREVI
EU MOSTREI O MELHOR DE MIM
E NÃO CONSEGUI VENDER

SÃO PESSOAS TOLAS
QUE NÃO ENTENDEM NADA

MEU FILHO VAI LER MEUS LIVROS
E LEVAR UM TAPA NA CARA
QUANDO ENTENDER QUE MAQUIAVEL FOI UM BOM RAPAZ

QUANDO ENTENDER QUE SADDAN E REGAN SÃO AS MESMAS PESSOAS
QUE OBAMA E OSAMA SÃO IGUAIS

QUANDO UM SORRISO ME FAZ MAU OU MAL
SOMOS PROMESSAS DE UM FUTURO SEM RAZÃO
ESSE HOMEM MENTIU PRA VOCÊ

EU E VOCÊ BETH

VAMOS LÁ
UM SAMBA PRA FAZER CHORAR MEU CORAÇÃO
UMA BATIDA NO ZABUMBA
E UMA NO MEU CORAÇÃO
NÃO ME DIGA COMO ISSO TUDO ACONTECEU

NA CAMA VOCÊ FOI A MELHOR
NO LENÇOL NOSSO CHEIRO VAI FICAR

EU AINDA PASSO NAQUELE HOTEL
AS VEZES PARO E FICO OLHANDO
AS VEZES DELIRO
E ACHO QUE VOCÊ VAI SAIR

VOCÊ NÃO VAI ACREDITAR
MAS EU VOU DIZER
QUE ESTE SAMBA É PRA VOCÊ

EU FUI TÃO COVARDE POR NÃO TE ASSUMIR
POR NÃO TER CORAGEM DE TE TER AQUI

AGORA COMO EU FAÇO PRA TE ESQUECER
COMO EU FAÇO PRA TE TER AQUI

domingo, 8 de janeiro de 2012

GORDURINHA: LETRAS DE MÚSICAS

GORDURINHA: LETRAS DE MÚSICAS: SEGUE EM ANEXO O LINK DO SITE AGBOOK , ONDE PUBLIQUEI EM UM LIVRO ALGUMAS DAS LETRAS DE MÚSICAS DE GORDURINHA. http://www.agbook.com.br/b...

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

o vento do norte em agbook.com.br

o vento do norte

mais uma crinça nasceu em 2012


http://agbook.com.br/