LUGARES DE LEITURA

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

A MESMA VISÃO



A MESMA VISÃO

Talvez se eu tivesse outra visão
Se eu olha-se de outro ângulo
Se eu pudesse ser mais sincero
Dizer palavras de verdade
Mas minha verdade nunca seria a sua
O que me faltava, você me trairia.
A minha loucura quase foi a solução
Talvez o que eu te faça, te faça infeliz.
Mas eu não quero doar meu sangue
Porque nessas paredes ocas existem vozes
Existem ecos que destroem minhas palavras
Nossos gemidos, nossos gritos de dor.


Nenhum comentário: